Sábado, 14 de Dezembro de 2013

A revolução portuguesa e a circunstância de Mandela

Em plena homenagem global ao "milagreiro" Mandela - o homem que fez o "milagre" de pôr termo, de forma pacífica e negociada, ao desumano regime do apartheid na República da África do Sul  ( RAS), é compreesível que tenham ficado para 2º plano as circunstâncias que proporcionaram o inesperado (e feliz) desfecho.


Uma dessas circunstâncias- e não das menores - foi, sem dúvida, o colapso do império colonial português, ali mesmo nas barbas (fronteiras) da RSA .No entanto, deve anotar-se que não se trata apenas de um efeito indirecto, mas de facto muito concreto, na medida em que o exército racista estava empenhado em operações dentro do território angolano, em  apoio e reforço da Unita de Jonas Savimbi. Mais ainda em Novembro de 1975, uma poderosa coluna militar sul-africana invadia Angola, atacando em direcção a Luanda com o objectivo de "conquistar" a cidade e assim impedir a proclamação da  independência do novo país, marcada para o dia 11 daquele mês. Foram detidos e destroçados no Rio Queve por um destacamento cubano enviado de urgência a pedido do MPLA. 

Nos últimos meses de 1987, começa uma  segunda invasão sul-africana, a partir da  fronteira sul com a Namíbia, com  muito maior envergadura e objectivos. O regime do apartheid, o governo do boer Botha, jogava a sua última e desesperada tentativa para resistir aos ventos da história, impor-se como potência regional, garantindo, num primeiro tempo, o domínio da Namíbia e o protectorado do Botswana. Encontraram pela frente, um corpo expedicionárfio cubano que atingiu os 50 mil efectivos, enquadrando várias brigadas das FAPLA angolanas e forças significativas da SWAPO (movimento para a  independência da Namíbia). Durante todo o ano de 1988, do Cunene a Cubango, travaram-se combates e batalhas renhidos, incluindo meios blindados pesados, aviões de combate, artilharia sofisticada, etc. A batalha do Cuito Cuanavale tornou-se lendária. Foi considerada uma operação bélica comparável a algumas da Segunda Guerra Mundial.

A guerra terminou por intervenção "conciliatória"  internacional.  A Namíbia de Sam Nujona (SWAPO)  ganhava direito à independência. Os sul-africanos  retiravam, também do Botswana. Os cubanos abandonavam Angola. O apartheid, a supremacia branca, o orgulho boer ficavam feridos de morte. Cuba e os cubanos ficavam credores da gratidão de todos os povos que lutam pela libertação  contra toda a espécie de tiranias. Soava a hora, a CIRCUNSTÂNCIA para  Mandela conduzir o ANC ao poder, libertando o povo negro da África do Sul de grilhetas seculares.
     
E nós, Portugal e os portugueses? Creio que podemos levar a nosso crédito a Revolução de Abril, que levou a cabo a ,libertação e a independência dos povos africanos colonizados. Creio que nós, os que se bateram para que a Revolução de Abril não fosse atraiçoada antes de 11 de Novembro (independência da Republica Popular de Angola), podem sentir que, de algum modo, concretamente, concorreram para favorecer qu a circunstância  de Mandela.
 
                                                                      Em 13 de Dezembro 2013
                                                                         Fez) J. Varela Gomes
publicado por samizdat às 08:35
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
31


.posts recentes

. Descomemorando o 25 de No...

. No aniversário da morte d...

. Da Tirania Neo-Liberal ...

. ESCUTA, Eleitor Anónimo: ...

. NO 40º ANIVERSÁRIO - Sob ...

. A revolução portuguesa e ...

. CAUSA: 25 Novembro 1975; ...

. Beja 1962 - Evocação de u...

. UMA HISTÓRIA CONTEMPORÂ...

. UMA HISTÓRIA CONTEMPORÂ...

.arquivos

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Dezembro 2011

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds