Sexta-feira, 30 de Outubro de 2015

Descomemorando o 25 de Novembro de 1975 – Data Fatídica que gerou esta democracia filofascista



Em primeiro lugar cabe-nos assinalar o êxito e a ressonância do nosso "Descomemorando" no ano 2000. Apesar do apoio de entidades oficiais (Incluindo o proprio PR, J.Sampaio) e da proteção mediática,  foi a nossa tomada de posiçao aquela  que vingou junto da opinião pública, particularmente dos trabalhadores.

O “25 Novembro”, a vitoriosa contra-revolução de 1975, aí está implantada vai para perto dos 40 anos. Mas já nao há historiador que se respeite, ou que mereça respeito, que se atreva a defender a tese absurda de um  Conselho da Revolução - na verdade constituido pelos Vencedores do 25 de Novembro- de ser considerado "O Motor da Revolução!!”.(Ignácia Rezolla,Univ.Nova, Lisboa).  

Assim ficariam absolvidos os responsáveisl pelo regime de saque e rapina de sobejo conhecido pelos portugueses, em particular os trabalhadores que são roubados nos seus direitos ano-a-ano e humilhados na sua dignidade dia-a-dia. Regime formalmente democrático, mas de efectivo compadrio partidário (PSD/ PS/ CDS) de uma burguesia exploradora cuja amoralidade total, e corrupção congénita são do conhecimento geral.

O comum e único programa do governo dos três partidos que têm repartido o poder desde a contra-revolução de Novembro 75, só pode ser lido como : “É Fartar Vilanagem”.

Considerando a evolução/realidade do regime político existente em Portugal,  de submissão e vassalagem perante o capitalismo e a  lei dos mercados internacionais, a caminho da instauração do  modelo global duma sociedade dita neo-liberal (mas de facto neo-fascista), impõe-se uma retomada de posição.

Só nos move um objectivo: Derrotar total e finalmente o Inconcebível da tirania neo-liberal  que nos asfixia e destroi o País, vai para 40 anos. Uma ditadura, em paralelo e na sequência do fascista Estado Novo de má memória. O que é feito do 25 d´Abril que tantos festejaram?! Foi apunhalado pelo Contra-Revolucionário 25 de Novembro.

 Devemos salvá-lo, se para tanto ainda houver “tomates”. Entretanto, nunca esquecendo que toda esta desgraça que está afundando/aviltando a Nação Portuguesa nestes últimos 40 anos só tem paralelo nas décadas (1580-1640) durante a dominação e dependência do reino espanhol.  Estamos vivendo num dos períodos mais negros e lastimáveis da nossa secular história. A abdicação da nossa idependencia tem a sua origem na contra-revolução do 25 Novembro 1975.

          Descomemorando na 40ª efeméride do golpe de 1975

                            Em Lisboa, Outubro de 2015

publicado por samizdat às 10:20
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
31


.posts recentes

. Descomemorando o 25 de No...

. No aniversário da morte d...

. Da Tirania Neo-Liberal ...

. ESCUTA, Eleitor Anónimo: ...

. NO 40º ANIVERSÁRIO - Sob ...

. A revolução portuguesa e ...

. CAUSA: 25 Novembro 1975; ...

. Beja 1962 - Evocação de u...

. UMA HISTÓRIA CONTEMPORÂ...

. UMA HISTÓRIA CONTEMPORÂ...

.arquivos

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Dezembro 2011

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds